servicos

Get Adobe Flash player

Desvendando o mito de que o raio não cai duas vezes no mesmo lugar

Desvendando o mito de que o raio não cai duas vezes no mesmo lugar Desvendando o mito de que o raio não cai duas vezes no mesmo lugar

Ao contrario do dito popular, um raio pode sim cair duas vezes no mesmo lugar. O dito se popularizou apenas para representar a ideia de que fenômenos excepcionais não acontecem duas vezes com a mesma pessoa.

Segundo Sílvio Dahmen, professor de Física da Universidade Federal o Rio Grande do Sul, é apenas uma questão de probabilidade: “Como há vários locais onde os raios podem atingir, e isso depende de condições atmosféricas ideais, é muito pouco provável que dois raios sejam observados atingindo um mesmo local”.

Porém, objetos pontiagudos como arvores, edifício, para-raios e até mesmo pessoas representam uma exceção, uma vez que atraem descargas elétricas e a chance de um raio acertar duas vezes o mesmo lugar é enorme. A explicação é que a ionização é mais forte nas pontas (onde o campo elétrico é mais forte), O ar em torno das pontas ioniza-se, tornando-se condutor e fazendo com que a descarga elétrica se processe através das pontas. No caso de um para-raios, ele está ligado ao solo, fazendo com que as cargas elétricas recebidas sejam transferidas para a Terra sem causar danos, já em outros objetos (ou pessoas) os danos são inevitáveis.

O Empire State Building, em Nova York (EUA), em média é atingido por 25 raios a cada ano, acontecendo, inclusivo, dele ser acertado 8 vezes em apenas 24 minutos.

Fonte: super.abril.com.br

Ler 7728 vezes

Cadastre-se


E receba notícias e dicas sobre produtos da Montal, cads, normas e palestras.

Telefax: (31) 3476-7675 - Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Rua Castelo de Sintra, 98 - Bairro Castelo - Cep. 31.330-200 - BHte - MG